quarta-feira, 8 de fevereiro de 2012

HISTORIA DO BAIRRO DO ROSEIRA


Em 1.923,chega na cidade de Piedade,o senhor Werner Gunther,como imigrante da Alemanha.Comprou uma gleba de terra e começou a formação de uma fazenda entre os bairros Lavras Velhas e Ribeirão Grande ( hoje conhecido como Santa Terezinha).
Construiu a sua residência e mais casas para os colonos,que trabalhava desmatando o sertão,na derrubada das arvores para vender as toras para as serrarias que existiam em Piedade,as madeiras mais finas eram vendido para a fabrica de cimento de Votorantim e as lenhas eram para fazer carvão que era usado no fogão (na época não existia fogão a gás).
Todo esse preparo com as terras eram para inicio de uma agricultura mecanizada,sendo inédito em Piedade.
Em 1.927,chegam ao Brasil mais Imigrantes da Alemanha,mais seguem para a cidade de Bebedouro,interior do Estado de São Paulo,para trabalhar na colheita de café.
Em 1.929,estes Imigrantes que trabalhavam na colheita e plantio de café na cidade de Bebedouro,tomaram conhecimento através de um Jornal Alemão,que existia uma colônia de Alemães em Piedade.
Após o término da colheita do café,os Imigrantes decidem conhecer a colônia na cidade de Piedade.Entram em contato com o Sr Gunther e marcam o dia em que vão desembarcar em Sorocaba,vindo de trem da cidade de Bebedouro.
Para o Sr Gunther,era a alegria que estava faltando,quando desembarcaram do trem houve comemoração pelo encontro,sendo que chegaram em Piedade,vindo em cima do caminhão do Sr Gunther.
Surgia então a grande colônia Alemã ,que muito veio contribuir para o desenvolvimento de nossa cidade.Gunther,Ambold,Sommer,Beker.
kaut,Phol,Friedrich,Gerulat,Lukener,Stelzer,Tans,Atrat,Botcher,
Schayder,Scheetz,Kaubatz,Gudonovtch,Kemerich,Huber,Busse,Boss,
Passlar,Hofmam,Bentz,Horn,Kessering,Patrofh,Zanfirow,Konig,Muller
Hopp,Radiespil,Heilland,Hess ,Werner ,Chelapp ,e sucessivamente foram chegando mais familias.
Em 1.931,através de mutirão,os Alemães construirão a primeira escola no bairro,com o cabeçario de “Escola Mista Alemã”.
Esta escola foi construída no sitio do Sr Albim Brukener, e tinha 16 alunos Alemães e 06 alunos Brasileiros.
A primeira professora foi Dona Nezica de Paula,a segunda Professora foi Dona Maria da Conceição,seguida de Dona Adelaide,que vinha da cidade de Sorocaba.Lembrando que todas viajavam a cavalo de Piedade até o bairro para dar aulas na escola.
A primeira professora a morar na escola foi Dona Carmem Pinto,que morava em Sorocaba,era casada e tinha filhos,mais teve a colaboração da colônia para se hospedar com seus familiares.
Na época não havia energia elétrica ,a luz era de lampião de querosene
e a água tinha que ir buscar na grota que existia no Ribeirão Grande e os alunos sempre colaboravam com a professora.
Em 1.932,instalou-se na cidade de Piedade,uma casa de comércio com o nome de Sommer Beker Kaut,com a finalidade de desenvolver o ramo na agricultura com as técnicas trazidas da Alemanha.
Alem do maquinário,implementos agrícolas,fertilizantes e defensivos,
os Alemães deram notável contribuição para os agricultores que já estavam plantando e colhendo em nosso Município.
Até 1.934,os Alemães se reunia na venda do seu João Friedrich,mais conhecido por João Careca, ( alias o bairro ficou muito conhecido como bairro dos Carecas).para realizar suas festas,confraternizações e fazer a programação de trabalhos durante a semana.
Em 1.935,a colônia construiu através de mutirão um Clube,para realizar suas tradicionais festas,e a inauguração foi no dia 04 de Novembro,com grande festa das famílias Alemães que residiam no bairro.
Também foi construído a segunda escola do bairro,bem próximo da sede do Clube.
Devido a segunda guerra mundial,houve repressão política no Brasil,e os Imigrantes de outros paises não poderiam mais falar as suas línguas de origem,sendo que o Clube Alemão,passou a se chamar “Centro Recreativo Instrutivo Colônia Roseira” e a escola passou a se chamar de “Escola Mista da Roseira”.
 ESTRADAS
 Até 1.931 não havia estrada,apenas um caminho que era aberto com enxadão,machado ,foice e enxada,com muita dificuldades era melhorado o caminho,porque começava surgir os veículos,antes era os carroções e tropas de animais que fazia o transporte para Piedade.
Em 1932,o Prefeito Querubim Rosa,consegue junto ao Governo do Estado de São Paulo,uma verba para abrir a estrada que liga Piedade a Pilar do Sul,sendo que esta estrada tinha um objetivo,ligar a Capital Paulista ao Sul do Pais,passando pelas cidades de Cotia,Vargem Grande
Uma (hoje Ibiúna),Piedade,Pilar do Sul,São Miguel Arcanjo,Capão Bonito,Guapiara,Apiaí e Ribeira,ultima cidade do Estado de São Paulo na divisa com o Estado do Paraná.Esta estrada ficou conhecida como SP 250.
Em 1983,o Governador do Estado de São Paulo Dr Paulo Salim Maluf,realiza um grande sonho dos Piedadenses e Pilarense,fazendo o asfalto que vem em beneficio de todos,muito embora já não tinha a mesma quantidade de veículos que transitava para ir e vir do Sul do Pais,porque a BR116,já estava concluída e era muito melhor.
Em 1.983,na inauguração desta rodovia estadual,de Piedade até a cidade de Pilar do Sul,recebe o nome de “Rodovia Jose de Carvalho)
cidadão Pilarense que muito contribuiu para o desenvolvimento e na colaboração da construção da estrada.
 ESCOLAS
A primeira escola foi construída em 1.931 no sitio do Sr Albim Brukner
que mesmo com todas dificuldades,já  preocupava com a alfabetização.
A parte educacional sempre foi levada a serio pela colônia Alemã,sendo que em 1.935,quando se reuniram para um mutirão e construir a sede do Clube para Recreação e Lazer,não esqueceram de construir uma melhor escola ,com melhores condições de as professoras darem aulas a seus filhos e filhos dos moradores do bairro.
Em 1.977, a escola que foi construída atráz da sede do Clube,passa a se chamar E.E.P.G.Escola Estadual Primeiro e Segundo Grau da Colônia Roseira (agrupada)
Em 1.987,o Prefeito Artur Hess,construiu a atual escola em parceria com a Secretaria da Educação do Estado de São Paulo,e no dia 19 de Outubro do mesmo ano é inaugurada e passa a se chamar Helena Sikorski Cerqueira César,como patrona da escola.Esta homenagem foi a uma dedicada professora,que faleceu muito jovem,sendo ela esposa do Renato Cerqueira César,proprietário do posto de gasolina que fica próximo da Delegacia de Policia de Piedade.
Em 1.993 a escola passou a ter o 2º grau, e alunos de diversas escolas dos bairros,Caetezal,Cavalheiros,Buenos,Funil,Liberdade,Santa Terezinha,Limas e Luz passam a freqüentar a escola,se tornando a maior do Município de Piedade.
Atualmente existe uma Pré escola,no local que funcionava a segunda escola atraz da sede do Clube.
 FUTEBOL
Quando fundaram o Clube em 04-11-1.935,em seguida já construíram o campo de futebol,com excelente dimensões,apesar de ser de terra,foi o primeiro a ter vestiário para os jogadores,banheiros e chuveiros,dando uma enorme contribuição no esporte Piedadense,pelo inter-cambio de relacionamento entre os esportistas de todos os bairros e também de outras cidades da região e até de São Paulo,vinha times jogar no campo. Trazendo as cores no uniforme da tradicional Seleção Alemã,branco,
preto,vermelho e amarelo,o Roseira sempre foi muito respeitado dentro e fora de campo até pela sua cultura de se relacionar com os visitantes,que comparecia nos jogos aos domingos e em seguida,começava o tradicional bailão.
Em 1.956,o time já disputava o1º campeonato municipal de futebol,
organizado por Antonio Augusto da Silva (Totó Gaiola)em parceria com a Prefeitura de Piedade.
Conhecida como Carecas,o roseira sempre teve uma grande torcida,por ser um bairro considerado centro e tendo a venda do seu João Careca,o
Clube para divertimento,o campo de futebol onde se reunia gente de todos bairros visinhos e também da cidade,porque após os jogos iniciava o tradicional bailão que tinha os sanfoneiros Alberto alemão,
Jair Tenório e as vezes os conjuntos de Piedade que se apresentava na animação das festas de aniversário,casamentos e carnaval.
O time conseguiu ser campeão em vários campeonatos e torneios,tendo
colecionados vários troféus.
Na copa do mundo de 1.982,entre Alemanha x Itália,a colônia se reuniu no clube para assistir o grande jogo da decisão,sendo que a Itália venceu por 3 x 1,tendo arbitragem do brasileiro Arnaldo César Coelho,
que era a esperança de vitória para os Alemães que assistiam o jogo pela televisão na sede do clube do Roseira,foi decepção para a colônia.
Em 1.983,o Roseira cedeu o campo para abertura do campeonato Copa Esportes Eldorado,inter-bairros,com a presença da Banda Lira São João
atletas perfilados para o juramento,Hino Nacional,torneio inicio, e a
presença de diversas autoridades fazendo discursos,exemplo dos
Vereadores,Toninho Bueno,Jose Pereira,Jose Vitorino Dias,Adauto
Rolim de Góes,Daniel Dias de Moraes,Nilson Antonio Garcia(Gordo)
Jose Tadeu de Resende,Nelson Ferreira dos Santos , do Vice Prefeito
Katsuiko Katsuragawa (katian).
Foi a maior festa esportiva realizado no campo do roseira,tanto pela abertura,como pela final que teve a participação de 56 times ,sendo 28
no segundo quadro e 28 no primeiro quadro.
Na grande final,após quase um ano de jogos em todos domingos,os times do Reducino X Olaria do bairro dos Leites,decidiram o titulo,
sendo que o Olaria venceu por 2x1.Ttico que comandava o time que
representava o bairro dos Leites,trouxe todos jogadores da cidade de
Salto de Pirapora,já o time do Reducino tinha vários jogadores da
cidade de Piedade e Tapirai.Nesta final mais de três mil torcedores
pagaram ingresso para assistir a super decisão,que teve arbitro da
Federação Paulista de Futebol,João Íris Machado,sendo que no final
do jogo houve uma grande briga envolvendo jogadores e torcedores,
mais o policiamento que estava presente fez a prisão de três pessoas.
Vale lembrar que mesmo sendo campo aberto, sem alambrado ,
teve a colaboração de vários diretores e torcedores,sendo que Bube e
Vanuza eram diretores do roseira e ajudaram muito na disciplina .

CRISE NO CLUBE
Até 1.960,o clube  teve a melhor fase em todos setores,na parte social,
no futebol,na agricultura e as maravilhas que um grupo unido pode oferecer aos associados e aos visitantes.
Porem como tudo que é bom um dia se acaba,as diretorias que vieram com o mesmo objetivo de manter as tradições da colônia já não encontrava mais apoio dos associados e freqüentadores.
A crise na agricultura já começava a afastar as pessoas das festividades,
dos encontros no clube e até dos jogos de futebol.
Com muito sacrifícios,diretores que sucediam a diretoria anterior,só
contabilizava crise financeira,e a falta de freqüência até dos próprios ex
fundadores e ex diretores,ninguém mais tinha ânimo para a programar eventos,assim como ficava difícil de eleger nova diretoria.
Os filhos começava a deixar o bairro para trabalhar em outras cidades,
as vezes longe de Piedade e sem ter condições de continuar freqüentando o clube.
No dia 25 de Janeiro de 1.991,após 56 anos de atividades,dando muita alegrias as famílias da colônia Alemã, e simpatizantes,o clube estava colocando um ponto final,encerrando definitivamente suas e longa
atividades,transferindo todo seu patrimônio para a Prefeitura de Piedade
Neste dia todos ex diretores,fundadores ,conselheiros e atuais diretores,
era a ultima reunião no Clube Centro Recreativo Instrutivo Colônia Roseira de Piedade.
Em cada discurso se notava a tristeza do encerramento,de se desfazer de um patrimônio que foi construído com muito sacrifício,muita luta para ter as tradições ali encerrada.
Hugo Hess,ex presidente disse “lamentavelmente ninguém mais tem interesse e melhorar as dependências do clube e oferecer as melhorias que o clube precisa”
Artur Ambold , ex presidente disse “não volto mais aqui para tratar de assunto do clube”.
Godofredo Werner,falou “não encontrei a solução para o roseira ser o grande clube dos anos de 1.960”.
Siguifis Lukner,o ultimo presidente do clube disse” sempre lutei para manter as tradições do clube,não consegui e não vi outra saída a não ser a doação de todo patrimônio para a Prefeitura Municipal de Piedade.
Werner Miller,ex presidente disse “não concordo com a doação,pois trata-se de um valor que não esta sendo analisado pela sociedade”.
Entre as autoridades estava o vice Prefeito Toshiro Enomoto,que ocupava o cargo de Prefeito Interino,o presidente da Câmara Municipal
de Piedade,Tikara Ouno,o engenheiro da Prefeitura de Piedade,Antonio de Pádua Machado e o diretor de esportes da  Prefeitura de Piedade,
Manoel Julio da Costa.
O ultimo pedido foi de Artur Ambold,que pediu para que fosse perpetuado o nome do clube na historia de Piedade,e seus documentos fossem enviado para a casa da Cultura de Piedade para ter em seu arquivos todos livros de atas e que seu passado não seja esquecido.
Também foi aprovado por unâminidade,que permaneça,o clube,campo de futebol,escola, as matas e no futuro seja construído,uma Igreja católica,um posto de saúde e um posto policial,tudo na área existente.
Assinaram o livro de atas,Artur Ambold,Bruno Jose Reynaldo Cristem,
Hugo Hess,Florimildo Vicente,Godofredo Werner,Rudolf Herman,
Werner Miller,Siguifis Lukner,Valdemar Bernardo Horn,Heinz Chelap
Waldemar Echert,Marcos Miller,Willem Fischer,Roberto Stelzer,Luiz
Ayres de pontes, e as autoridades que estavam presentes,a convite da diretoria do  roseira.

FESTA E LAZER

As festas se concentrava no clube,onde a sanfona,gaita,violão e os conjuntos realizavam grandes bailes de casamentos,aniversários e carnaval,festas juninas e festas de fim de ano para a grande confraternização.
Para se encontrarem no clube,as pessoas viajam a pé,a cavalo, e a    maioria faziam lotação em caminhão,para chegar até a sede.
As mulheres quando viajavam a cavalo,usavam celas diferentes,e
eram consideradas damas que usavam saias cumpridas e sentavam de lado de seus cavalos ( novidade na época).
Os sanfoneiros Alberto Nusse,Jair Tenório,eram requisitados para tocar nas grandes festas,Davino Tardelli e seu conjunto,faziam os bailes de carnaval no clube que recebia enorme publico,sempre com o maior respeito e mantendo a festa em harmonia,na época não havia as brigas,vandalismo,excesso de bebidas ou drogas.
O ultimo grande evento,foi a presença do sanfoneiro Arlindo Bétio,irmão do radialista Zé Bétio,da Radio Record São Paulo.
foi uma grande festa com a presença de centenas de pessoas da colônia Alemã e convidados.
TURISMO
O bairro do roseira,nunca teve um local de atração turística,mais seus eventos no clube,pela maneira de se vestir  tornava uma atração diferente,até nos jogos de futebol,a presença das moças na torcida a beira do campo,também se tornava turisticamente mais uma atração que diferenciava de outros campos e bairros em dias de jogos.
Em 1.948,após o encontro de uma gruta,por Cristobal Herrera Estevão,no bairro Lavras Velhas,próximo da colônia Roseira, e os fatos contados ao Padre Guilherme Hoewell,na paróquia da Nossa Senhora da Piedade,o local passou a ser freqüentado por romeiros de diversos bairros e até de outras cidades visinhas.
As pessoas que faziam o turismo religioso até a fonte São Jose,a cada final de semana aumentava pela crença de seus pedidos que eram alcançados,como milagres.

COMÉRCIO

A tradicional venda do seu João Careca,esteve em atividades até a pouco tempo,graças aos esforços de sua filha Érika Stelzer,que dedicou seus esforços para manter a tradição do seu Pai e seu marido---------- e seus filhos.
Uma fabrica de artefatos de cimento do Sr Heinz Chelapp,foi construída com o nome de Vicom,que chegou a ter uma equipe de futebol,disputando jogos nos campeonatos e torneios.
A frutolandia, que chegou a fazer exportação de suas frutas,alem de abastecer o mercado,quitandas e feiras de Piedade e Região.
A maior fonte de água Mineral Klarina,que é distribuída em nossa cidade ,Região e todo Estado de São Paulo.

POLÍTICA NO BAIRRO

Muito embora não morando no bairro da Roseira,Artur Hess,foi o maior representante na política Piedadense,pela colônia Alemã.
Artur Hess,foi vereador em 1.968,com a maior votação até os dias de hoje,sendo eleito com 710 votos e o numero de leitores era de 6 mil ,foi eleito a Prefeito por três vezes,sendo em 1.972,eleito com 3.335,vencendo seu adversário por apenas 035 votos.Em 1.982,foi eleito com 7.492 votos e seu terceiro mandato venceu com 9.991 votos,sendo a maior votação a um candidato a Prefeito.
Vários outros candidatos tentaram  vagas na Câmara Municipal
Waldemar Bernardo Horn,Alberto Leopoldo Ambold,Franklim Karbistem,Roberto Stelzer Sobrinho e Godofredo Werner que se
elegeu em 2.000, e chegou ao cargo de presidente da Câmara Municipal de Piedade,mais não conseguiu se reeleger em 2.004.
AGRICULTURA

A agricultura mecanizada,foi o primeiro avanço tecnológico dos colonos,levando aos lavradores de Piedade a copiar,substituindo a força do braço e animais na preparação da terra para o plantio.
A batata,repolho,cenoura,milho,feijão,eram os produtos cultivados
pelos colonos Alemães,sendo que mais tarde vieram as frutas,maçã,
pêssego,framboesa,morango e outras variedades em menor escala.
Com a chegada dos Imigrantes Japoneses,diversificou o plantio ,
tendo as verduras como a fonte mais rápida de colheita.
Até os dias de hoje,a agricultura ainda é a maior mão de obra no bairro e bairros visinhos.

CHACARAS DE VERANEIOS
Pela sua localização e clima tropical,com ótimas estradas asfaltadas
o bairro vai ganhando diversas chácaras de recreio,e loteamentos
irregulares.
Atualmente o bairro esta muito modificado,os antigos moradores que faziam parte da colônia Alemã, não se reuni como antigamente
e a cultura esta se perdendo por vários motivos,os jovens vai em busca de empregos nas cidades grandes,os mais idosos não tem o motivo de participar das reuniões,porque a maioria já faleceram.
ENTREVISTA
Quando conversei com o Sr Andrius Ambatas ,antigo morador e um dos formadores da colônia Roseira em 1.990,o mesmo já estava muito cansado e com a idade avançada,mesmo assim foi com muita
alegria que contou a sua historia e a formação da colônia Alemã.
Andrius Ambatas,era Lituano mais falava as línguas Iuguslavio ,
Ungáro,Sueco e Alemão.
Devido a convivência com os fugitivos da guerra e com os colonos que moravam no roseira tivemos uma grande experiência de vida.
Quando começamos a estudar a língua portuguesa,era muito difícil
aprender as letras,porque na Alemanha as letras eram góticas de
Franlkim Goothmam,hoje essas letras quase não existe mais, sendo
que a maioria aprendem as letras latinas.
SAUDADE
Não sinto saudade de onde nasci,se existe o céu  é aqui onde estou,
acredito no Brasil,este Pais é rico de nada precisa,o que falta é um bom dirigente,não pense em deixar este Pais,lá fora é tudo ilusão.
A guerra acaba com a gente,casem,estudem,vivam aqui,se os Paises
que conheci,Lituana e Alemanha fossem bons lugares eu estaria lá,
mais não é verdade,procurem lutar e morrer neste Pais que sempre da oportunidades aos imigrantes,como eu,disse Ambatas.
DEDICAÇÃO
Este modesto e despretensioso histórico do bairro do Roseira,vem tentar preencher um tempo vazio,que dispunha para recordar e
realizar um sonho de deixar escrito,aquilo que tive oportunidade de presenciar e ouvir de pessoas moradores no Roseira.
Não sou historiador mais gosto de saber tudo que aconteceu neste Município,principalmente neste bairro que se destacou pela sua Imigração de Alemães que ajudaram no desenvolvimento de Piedade.
Sei que haverá erros e falhas e não esta tudo que deveria ser escrito,mais tenho a certeza de que o leitor saberá anular.
Com muita pesquisa no livro”Historia de Piedade” escrito pelo meu professor Antonio Leite Netto, e os colaboradores , Andraius Ambatas,Gentil hopp,e o Vereador Godofredo Werner.
Lembrando que o livro Historia de Piedade,foi um presente do ex Prefeito Jose Tadeu de Resende,que autografou com os seguintes dizeres “Amigo mane,a historia de Piedade,já o incluiu como parte para no futuro você poderá fazer a continuação deste livro;7/01/000
Este trabalho não esta concluído
Manoel Julio da Costa – mane.do.esporte@hotmail.com
Manedoesporte.blogspot.com
32 44 . 16 76 = 96 04 . 04 41

2 comentários:

  1. Lindo Trabalho...Parabéns, Mané! Pena depois de 4 anos eu ser a primeira a fazer um comentário desta publicação... Piedade não se valoriza mesmo. Só as más notícias e as fagulhas de negatividade acabam circulando na internet. Espero que isso mude um dia.

    ResponderExcluir
  2. muito bom trabalho, mas senti falta de alguns outros sobenomes,

    Minha familia é de piedade e chegou em 1927, Meu avo Eduard Hoffmann, era agricultor na Roseira, Meu tio Estevo Tuacek foi um dos primeiros agronomos da Cidade, Meu tio Jacob, revendia caminhões na cidade, familia RAATZ, estão até hoje em piedade

    Estou em busca de informações do meu bisavo Eduard Hoffmann, casado com adelina Hoffmann

    caso tenha alguma informação por favor me mande email
    regishof@gmail.ocm

    obrigado

    Régis

    ResponderExcluir