quarta-feira, 8 de fevereiro de 2012

HISTORIA DO BAIRRO DOS LEITES


Não sou historiador mais gosto de saber o que teve de acontecimento em cada bairro, neste trabalho tive ajuda de Mario Leite, Chuta Leite,Titico, Dácio Preto e Carlitão.Também foi no Livro História de Piedade, escrito pelo professor Antonio Leite Neto,Câmara Municipal de Piedade e diversos Jornais que traziam matérias sobre o bairro.
Em 1640,conta-se que um Padre que atendia pelo nome de Siqueira,acompanhado por aproximadamente de 400 homens,entre índios e escravos,acamparam nas margens do Ribeirão,nas proximidades de uma cachoeira e percebendo o vestígio de ouro,represaram as águas,desviaram o leito do Ribeirão e durante cinco anos,batearam os cascalhos para extrair todo ouro possível,que havia no leito do Ribeirão dos Lavras.
Depois partiram para o vale do Ribeira,a procura de outras minas de ouro,ficando no bairro dos leites,somente Jose Paulino,que era casado com uma índia.
O córrego afluente que nascia no bairro dos Lavras,e despejava no Rio Pirapora,era de grande volume de águas(hoje represa do Aníbal Fuzete
Em 1.819,no dia 29 de Agosto,casavam em Sorocaba,Joaquim de Souza Freire 37 anos ,e Antonia Cândida de Camargo com 24 anos de idade.
Morando no bairro dos leites,Joaquim comprou as terras da viúva de Jose Paulino,e foi desmatando o sertão que tinha muitas madeiras de lei
tipo Peroba,Cabreúva,canela,óleo,quaresmeira,pau de alho,ipê,e outras madeiras que serviam para as serrarias de Piedade,ou para fazer carvão.
Em 1826,casam em Santana do Parnaíba,Francisco Leite Ferreira com 17 anos e Benta Maria de Jesus com 16 anos,sendo eles da cidade de São Roque, e vindo morar no bairro do leites.
Em 1827,nasce o primeiro filho de Joaquim e Antonia,que passa a chamar de Joaquinzinho,depois vieram Luiz e Ana.
Em 1.830,as famílias moradoras no bairro,se reúnem para construir um
casarão no alto da colina,próximo do Ribeirão das lavras,também é feito um açude para movimentar com a força da água os monjolos e pilões para despolpar café e algodão,sendo que a agricultura na época era café,algodão,milho,feijão,cevada,cana de açúcar e chá mate.
Também criava bois,cavalos,burros,porcos , cabras,frangos e patos, e já
era conhecida como fazenda do Pirapora,por estar próximo do Rio Pirapora, e na divisa com a cidade de Salto de Pirapora.
Em 1836,Francisco Leite Ferreira e Maria Benta de Jesus,vai morar na Vila Piedade,no local onde estava o bar Central (hoje desativado)          deixando os filhos na fazenda para cuidar das plantações,
sendo,Jose Antonio Leite,Francisca Maria Leite e Antonio Leite Ferreira. No mesmo ano Francisco compra mais terras no bairro do Ribeirão Grande,e faz grande plantio 50 alqueires de milho,12 alqueires de feijão e colhe 08 arrobas de fumo,sendo a maior safra de Piedade.
Em 1850,Joaquim é um homem realizado financeiramente,mais sonhava em ter sua própria tropa de animais e enfrentar os sertões,para atravessar os rios as matas virgens e chegar até Sorocaba,para vender seus produtos agrícolas que eram colhidos na fazenda Pirapora e no bairro do Ribeirão Grande.No mesmo ano,Joaquim Antonio Leite,passando pelo bairro do Caetezal,conheceu Maria Rita do Carmo,
filha de Manoel Joaquim de Oliveira e Izabel Maria da Anunciação,
sendo que namoraram pouco tempo e no dia 21 de Janeiro de 1851,
casaram na matris de Sorocaba,porque a matriz de Piedade não havia
sido inaugurada.Ficaram morando com os pais de Joaquim por algum tempo,depois foram morar em um rancho(hoje rodoviária),local que foi montado um olaria,sendo o primeiro na época em Piedade,com  a venda de tijolos compraram uma casa na rua da ponte(hoje Praça da Bandeira)
Em 1852, dia 14 de Maio nasce o filho de Joaquim Leite e Maria Rita,e recebe o nome de Elias Leite,sendo que depois vieram Francisco,Elizeu
Marcolino,Evaristo,Manoel,Jacinto e Severiano.
Em 1.856,morre aos 74 anos Joaquim de Souza Freire,deixando dona Antonia Cândida viúva,e seu único filho Fernando de Souza Freire,é
que vai comandar a fazenda,e passa a ter grande influencia na política
de Piedade e na cidade de Sorocaba.
Em 1858,Joaquim Leite,vende a sua casa da praça da Bandeira.
Em 1860, Joaquim que já era um homem de muitas propriedades,é convidado para ser candidato a vereador,ele não se elege,mais fica na 1º suplência e logo em seguida assume o cargo de vereador.
Em 1862, Joaquim Antonio Leite é reeleito a vereador com boa votação, e faz grande trabalho na câmara municipal de Piedade.
Em 1864, começa a ser cultivado uma nova espécie de algodão hebácio,
tendo mais produtividade e melhor mercado de venda que o algodão arbóreo.Prevendo uma nova atividade agrícola na fazenda e nos bairros visinhos,Joaquim aumenta a plantação de algodão para exportação, que
teria de viajar em tropas para o porto da cidade de Santos.
Em 1865,Joaquim é reeleito novamente,sendo que neste ano começa a guerra na sucessão política nos Estados Unidos,e a cultura do algodão é paralisada naquele Pais,sendo que a exportação de algodão Brasileiro,
aumenta assustadoramente.
Em 1.866,Joaquim Antonio Leite ganha muito dinheiro com a exportação de algodão,e compra mais terras e mais duas escravas,Ana e Tereza para trabalharem na fazenda dos Leites.
Em 1869,Joaquim Antonio Leite é reeleito a vereador e passa a ser conhecido por Nhô Quim,tendo sempre um grande trabalho como homem publico e desbravador na agricultura,é o mais referenciado de todos os políticos no município de Piedade.
Em 1870,falece aos 60 anos dona Benta Maria de Jesus,deixando uma grande lacuna na fazenda e nos bairros visinhos.Ainda neste ano nasce mais um filho do casal Nhô Quim e Maria Rita,e seu nome de batismo é
Eugenio de Oliveira Leite,sendo que neste ano também casam-se Elias
Leite com Francisca Maria de Jesus,que tiveram os filhos,Casemiro,
Joaquim,Rosinha,Izabel,Francisca e Heleodoro.
Com a morte de Francisca Maria de Jesus,Elias Leite casa novamente
com Maria Carmelina,sobrinha do padre Juquinha da cidade de Piedade,sendo que tiveram os filhos,Antonio,Nélio,Irene,Benedito,Jose.
Até 1870,a fazenda dos Leites não tinha um caminho(estrada)definido,
que ligava o bairro a cidade de Piedade,mais a habilidade política de
Nho Quim,consegue aprovar na câmara municipal uma comissão para definir o trajeto que viesse em beneficio dos moradores da fazenda e dos bairros visinhos,lavras e boa vista,para que viessem assistir as missas aos domingos na matris de Piedade,liderdada pela dona Antonia.
Em 1871,Nhô Quim compra os escravos Poliçiana e Salvador para trabalharem na agricultura da fazenda.
Em 1874,Elias Leite se candidata a vereador e consegue ser eleito com boa votação,tornando-se um líder político na câmara municipal de Piedade. Neste mesmo ano falece no dia 07 de Julho,dona Antonia Cândida de Camargo,com 70 anos de idade,de derrame cerebral,e novamente fica mais uma lacuna na fazenda e nos bairros visinhos.
Ainda neste ano de 1874,foi assassinado em Sorocaba,Fernando de Souza Freire,que ocupava o cargo de vereador e presidente da câmara municipal da cidade de Sorocaba.
O assassino foi o escravo Generoso,que trabalhava para o Fernando,na fazenda e revoltado pelo tratamento que recebia,foi até a sua casa em
Sorocaba e deu um tiro certeiro de espingarda,sem dar chance de defesa
No meio dos escravos esta foi a maior historia que se tem noticias,e  na
época a linguagem era sinhô aos patrões.
A fazenda passa a ser comandada pela esposa do Fernando,dona Francisca Leopoldina de Souza Freire,sendo que Nhô Quim,compra
mais escravos para trabalharem na lavoura,sendo Manoel,Izidro,Adão,
Maria e Frutuoso,sendo que todos tiveram uma grande importância no desenvolvimento da fazenda dos Leites,pelo trabalho , dedicação, e
honestidade e confiança de toda comunidade da fazenda e visinhança.
Frutuoso era o mais querido de todos,era ele quem ia buscar o dinheiro da venda do café e do algodão na cidade de Santos,Nhô Quim teve varias ofertas para vende-lo,mais o valor não cobria o interesse ,por ser o braço direito do Nhô Quim,e as ofertas eram recusadas.
Em 1878,falece Francisco Leite Ferreira,mais um grande desbravador da fazenda,deixando uma grande família.
Em 1879,no dia 02 de Janeiro,Nhô Quim ,consegue comprar toda fazenda de dona Francisca Leopoldina de Souza Freire e seus herdeiros,sendo que foi lavrado a escritura em cartório de registro.
Neste ano casam-se Francisco Leite Ferreira com Carolina Maria do
Carmo Ortiz Tobias e tiveram os filhos,Jose,Evaristo,Antonio, ,Raymundo Nonato,Davino,Francisco Neto,Maria,Vicenta,Ana e Benedita.
A grande casa(casarão)que havia perdido o brilho e a alegria,volta a ter as reuniões e festas,local de grandes acontecimentos.
Alem de comandar a fazenda Nhô Quim,continua prestando serviços para a comunidade Piedadense,assumindo a construção do prédio da nova câmara municipal e cadeia publica de Piedade.
 Ainda em 1879,Manoel casa-se com sua sobrinha Vicenta,mais não tiveram filhos,sendo na época até normal este tipo de acontecimento.
Em 1880,Nhô Quim é obrigado abandonar os serviços da construção da câmara e da cadeia publica,por imposição do prefeito provincial,
Manoel de Moraes Barros(prefeito intendente)mesmo com muitos serviços na fazenda,Nhô Quim continua prestando serviço na construção do clube Piraporense(Clube Literário) e na construção da Matris Nossa Senhora da Piedade.
Em 1881,Nhô Quim,compra mais dois escravos para trabalhar na fazenda,pertenciam ao Padre Juquinha e se chamavam,Adão com 21 anos e Raymundo com 16 anos.
Em 1882,Elias Leite é novamente eleito a vereador,e passa a ser um líder na câmara municipal,sendo muito elogiado pelos trabalhos prestado a todas comunidades Piedadenses.
Em 1885,Jacinto Severiano casa-se com Ana Maria do Carmo,e tiveram os filhos,Leduino,Joaquim.Benedito,Jose Bonifácio,Francisco(chuta )
Benedita,Maria ,Olímpia e Raymunda.
Em 1.888,a fazenda dos Leites,viveu sua melhor época de ganhar dinheiro,todos estavam bem financeiramente Nhô Quim seus filhos e os empregados(escravos) sendo que toda safra foi muito boa e os preços tiveram aumento em todo tipo de agricultura,foi o ano que mais teve mão de obra trabalhando na fazendo do Nhô Quim.
Em 1893,Eugenio de Oliveira Leite,casa-se com Maria Rolim de Góes e tiveram uma única filha Benedita.Ainda neste ano a revolução Federativa,obriga o Dr Braguinha,político da cidade de Sorocaba a fugir e se esconder para a Fazenda dos Leites,ficando na casa de Elias Leite,seguindo dias depois ao Sul do Pais para se encontrar com os revoltosos,que estavam na cidade de Iguape,passando pelos sertões que tinha péssimos caminhos e levando vários dias para retornar na fazenda dos Leites,quando chegou os soldados do Governo que procurava,o Dr Braguinha,já haviam passado pela fazenda,e Nito Góes escravo de Nhô Quim que havia acompanhado o Dr Braguinha era o mais feliz por ter retornado aos companheiros na fazenda dos Leites.
Em 1897,no dia 19 de Agosto é o dia de maior tristeza na fazenda,falece Maria Rita do Carmo,aos 72 anos deixando viúvo Nho Quim,com seus filhos e netos.
Em 1.900,no dia 25 de Julho,a fazenda perde seu maior patrimônio,
muito doente e sentindo a solidão,falece Joaquim Antonio Leite (Nhô Quim) deixando a saudade que até os dias de hoje ainda é muito sentido
Em 1906,acontece o primeiro vendaval,destruindo casas,mangueirão,e derrubando muitas arvores nativas,deixando o caminho intransitável que ligava a fazenda para a cidade de Piedade e outros bairros,sendo uma calamidade total,demorando muito tempo para se recuperar do maior acontecimento da historia da fazenda dos Leites.
Em 1908, Eugenio Leite de Oliveira,é convidado a ser candidato a vereador,que disputa a eleição,mais não se elege,ficando na 1º suplência, assumindo logo em seguida no lugar de Heleodoro Bueno de Camargo , que falece de infarto fulminante.
Em 1914,Elias Leite,se reelege a vereador com boa votação,fazendo surpresa aos candidatos considerados campeões de votos na cidade de Piedade.
Em 1.916,nesta época havia 03 carroções de carga que eram puxados por bois,que saiam da fazenda para as cidades de Sorocaba e Santos levando os produtos que eram vendidos nos armazéns.
Em Sorocaba levavam cereais,porcos,galinhas,e cabritos,em Santos seguia para o porto algodão e café para exportação. Lembrando que
Nhô Quim,dava um dia da semana para cada empregado (escravo)
trabalhar na sua própria lavoura que ele mesmo cuidava e vendia para seu sustento e ter seu próprio dinheiro.
Os escravos Jacinto,Roque e Adão,trabalhavam junto na mesma lavourae colhiam muito milho que vendiam em Sorocaba,estranhamente certo ano a produção aumentou muito e Nhô Quim que não era bobo,passou a vigiar estes escravos,foi quando eles foram pegos de surpresa,era lua cheia,e isto facilitou para Nhô Quim pegar os ladrões que eram seus próprios escravos.Repreendidos com  brandura de sempre na frente dos outros para servir de lição e castigo.
Firmino Ortiz Penteado,era o escravo mais desleixado,plantava, mais não cuidava da sua própria lavoura,chegava até perder no mato,mais para Nho Quim ele trabalhava bem, era esforçado e cumpria o comando dos demais .Depois de muito tempo foi morar em Sorocaba,em uma casa bem próximo de um cemitério,contraindo uma doença conhecida por tuberculose,sendo que toda sua família também ficou doente,e foi morrendo aos poucos todos ,sendo que lamentavelmente se acabou toda família do seu Firmino.
Não se sabe oficialmente quantos escravos existiam na fazenda,que tinha 1.200 alqueires de terra toda em agricultura,iniciando no Boa Vista e terminando no Juncal,seguindo para os Lavras Velhas(Funil).
Policena foi a primeira mulher de Frutuoso,e Domingas foi segunda mulher de Frutuoso,que após a abolição dos escravos,foi morar na chácara de Nonato Leite em Piedade ( guatambu),Domingas recebeu um sitio de 40 alqueires no bairro da Boa Vista,que foi passado para seu filho Deolindo,que ainda tem descendente no bairro dos Leites.
Em 1917,após deixar a política Eugenio de Oliveira Leite,passa a pertencer ao grupo Frente do Bloco Ordem Local,oposição aos políticos
do grupo dos Rosas,numa rivalidade que se tornou celebre por muitos anos na política local.
De 1920 a 1940,Eugenio de Oliveira Leite,mesmo fora das atividades políticas era muito respeitado por seus conhecimentos matemáticos.
Em 1.926,falece Elizeu Leite,filho de Nho Quim e Maria Rita,era mais uma grande perda na fazenda pela pessoa que representava, e sem duvida viria fazer muita falta.
Em 1928,acontece um dilúvio no município de Piedade,mais a fazenda dos Leites é a mais afetada com destruição de tanques que existiam no ribeirão das lavras,e transbordaram toda várzea chegando ao tankão que não resistiu e deu um estrondo,matando diversos animais,exemplo boi,cavalo,burro,porcos,cabritos,cachorros,galinhas e destruindo os monjolos serraria e chiqueirão e grande quantidade de lavouras que estavam abaixo do tancão.
A perda foi muito grande trazendo enorme prejuízo ao Nhô Quim e seus filhos e moradores da fazenda.
Após muitos dias para  recompor a destruição do dilúvio,ainda encontrava as carcaças de diversos animais que foram devorados pelos urubus,que também fizeram sua parte na limpeza,se alimentando com os animais.
No dia 17 de janeiro de 1928,falecia Francisca,filha de Elias Leite,era mais uma grande perda para a fazenda,por ser uma pessoa muito bondosa.
Em 1.930,falece Manoel Leite,que ficou popularmente conhecido por nhô nhô.
Em 1.940,falecem Francisco Leite e Jacinto Leite,sendo que assim terminava a segunda geração das famílias Leites.
Em 1944,falece aos 94 anos Elias Leite,homem muito respeitado e conciliador na política Piedadense,contribuindo muito para o desenvolvimento dos bairros e na cidade de Piedade.
Em 1.953,falece Eugenio de Oliveira Leite aos 83 anos e deixa outro vazio no bairro e na política Piedadense.

POLÍTICA NO BAIRRO

Por ser fazenda,havia uma porteira na entrada do bairro,próximo da casa do Titico,antes da ponte do ribeirão das lavras.
Os Leites foram os pioneiros em política,sendo que a cidade tinha o comando e os direitos de reivindicar sempre as melhorias para todo município,mais com o surgimento do líder político Joaquim Antonio Leite,a fazenda passa a ser uma referencia sobre os assuntos que viria trazer as melhorias para todos bairros.
Em 1860,a Câmara Municipal de Piedade,já tem o primeiro vereador do bairro ,Joaquim Antonio Leite,assume com muita habilidade política e surpreende os políticos da cidade,se reelegendo nos anos seguintes de 1.862.1865,1869,sempre contribuindo no desenvolvimento de Piedade.
Em 1872,Elias Leite foi eleito vereador ,mantendo a tradição no comando da família política.
Em 1908,Eugenio de Oliveira Leite se candidata a vereador e fica na primeira suplência,assumindo logo em seguida uma cadeira na Câmara Municipal,fazendo excelente trabalho como legislador.
Em 1914,Elias Leite,volta novamente a ocupar a cadeira de vereador,com boa votação e realiza mais um excelente mandato com varias indicações,requerimento e projetos,em beneficio a população Piedadense.
Em 1.992,volta a tradição da família Leite,na política depois de muitos anos sem representante na Câmara Municipal de Piedade,desta vez é
candidato Antonio Leite de Oliveira (titico) que se elege pelo Partido
P.S.D.,obtendo  272 votos e elegendo o Prefeito Artur Hess,e faz grande trabalho no bairro dos Leites e bairros visinhos.
Em 1.996,o bairro tem 03 candidatos a vereador,e nenhum consegue se eleger,tendo Antonio Álvaro Leite (Toninho Xuta)com 169 votos pelo P.P.B. Titico com 164 votos pelo PMDB,Jose Augusto Coutinho com 067 votos pelo PDT.
Em 2000, o bairro passa a ter representante na Câmara Municipal,sendo que houve uma prévia para lançar o candidato oficial do bairro,apoiado pela Associação de Moradores dos Leites,o escolhido foi Joaquim Francisco Leite,que se elegeu com 586 votos pelo partido P.L.,mesmo assim saiu outro candidato,Manoel Vitor de Brito que teve 075 votos pelo partido P.S.D.
Em 2004,Joaquim se reelege com 522 votos pelo P.P.S.mais tem os concorrentes do próprio bairro Celso Rowve com 075 votos pelo partido P.S.B. e Valdeci boiadeiro com 179 votos pelo partido PHS.
Em 2.008,Joaquim,busca novamente a reeleição pelo P.P.S,apesar de uma boa votação com 693 votos não conseguiu se reeleger,mesmo sendo o único candidato do Bairro.
 FUTEBOL NO BAIRRO
Como os demais bairros,o futebol sempre foi o maior divertimento e lazer dos moradores,sendo a tradição até os dias de hoje.
Em 1.956, a Fazenda dos Leites já disputava o 1º campeonato de futebol Municipal de Piedade,organizado pelo Totó Gaiola.
O campo sempre foi no local atual,mais certa vez por problemas de família teve de ser mudado para o terreno do Mario Leite,na beira do Rio Pirapora,mais foi por pouco tempo,logo voltou para o antigo local que até os dias de hoje permanece,sendo que recentemente foi oficializado,através de desapropriação amigável pela Prefeitura de Piedade,para se tornar um Centro Esportivo,incluindo campo gramado,vestiários,alambrados,bar , quadra poli esportiva,e sanitários públicos,para atender atletas,diretores,árbitros e torcedores que comparecem para assistir os jogos ou festa de Peão que já realizou sua 3º edição no campo.
Em 2.008,o campo recebeu cobertura de grama esmeralda,que foi doada pela Prefeitura Municipal de Piedade.
Em 2.011 o time dos Leites voltou a ter boa apresentação no campeonato varzeano, mesmo não usando o seu campo para mandar jogos no bairro, sendo que o campo já esta gramado em boas condições de uso, os jogos de seu mando foi n Estádio Municipal Lino de Mattos.
 TRAGÉDIA NO CAMPO
Em 1.925,no mês de março,jogavam no campo (pasto) de seu Eugenio os times dos Leites x Piedade.Esse jogo estava disputadíssimo,mais numa jogada mais violenta Zé Delfino(Piedade)acertou Pedro Marciano(Piedade) que sofreu fratura na perna.O socorro foi pelos próprios jogadores,que levaram para Santa Casa de Sorocaba,sendo atendido só na terça feira.Essa demora custou-lhe amputação na perna,para evitar a gangrena.Vale lembra que essa entrada seria em cima do jogador Zé Pé(Leites) que jogava muito e neste dia estava impossível de marca-lo. Por muitos anos não teve mais jogo neste local.
Em 1.981,um trágico acidente marcou na historia do futebol de Piedade,em uma partida pelo campeonato varzeano entre os times dos Leites x Vila Maria,no primeiro quadro,em um lance normal,no meio do campo o jogador Ditinho Guanxuma,nº 5 do time dos Leites cai em campo,o jogo segue normal até que a bola sai fora de campo,e os jogadores vai em socorro do jogador.
Bernardo Locheter,que era Vereador, jogador e diretor do Vila Maria,levou o Ditinho para a Santa Casa de Piedade,e o jogo continuou,sendo que já estava 2 x 1 para o Vila Maria no 1º tempo.
Quando o jogo acabou no 2º tempo,foi a maior tristeza para todos os jogadores ,diretores e torcedores,que receberam a noticia de que o Ditinho havia falecido de enfarte.
Neste jogo o arbitro era  Antonio Sastre Filho, e o Vila Maria precisava da vitória para se classificar,sendo que o time dos Leites já estava classificado e o resultado foi 2 x 1,para o Vila Maria.
O difícil foi avisar a esposa e seus familiares que moravam no bairro do Piraporão,sendo que eram todos Evangélicos.
Bernardo,cuidou de tudo,fez os contatos com a família e também do velório e enterro do atleta,que se tornou um fato inédito no futebol de Piedade e na Região,sendo que recentemente foi o caso do jogador Serginho,(São Caetano) que jogava contra o São Paulo e veio a falecer em campo em jogo que estava sendo transmitido pela Televisão ao vivo no Estádio do Morumbi.
Para os times dos Leites e Vila Maria,que se classificaram para as finais,já não havia mais motivação de ser campeão pela imagem que ficou do jogador Ditinho,que era muito querido por todos.
Após este acontecimento o time dos Leites deu uma parada,ficando sem jogar no seu campo.
Em 1.983,o time dos Leites disputou o campeonato Copa Esportes Eldorado,organizado por Manoel Julio da Costa,este campeonato teve a participação de 56 times ,sendo 28 no 1º quadro e 28 no 2º quadro. Foi o maior campeonato já organizado em Piedade,sendo que teve abertura no campo do Roseira com a Banda Musical Lira São João,e torneio inicio com juramento dos atletas perfilados para execução do Hino Nacional,tendo a presença dos Vereadores Sula,Toninho Bueno,Zé Pereira,Adauto,Gordo,Dr Daniel,Tadeu, e Nelson Ferreira e o vice Prefeito Katian.
Também a final deste campeonato foi no campo do Roseira,entre os times do Olaria,que representava o bairro dos Leite X Reducino.
Foi a final que fica para a historia,com um publico acima de três mil pessoas pagantes a 1 cruzeiro cada e arbitragem da Federação Paulista de Futebol,pelo arbitro João Íris Machado,sendo que no final do jogo Beto Marum foi quem deu carona até Piedade para o arbitro,porque no final do jogo houve uma grande briga entre as torcidas, e a Poliçia que estava presente prendeu 03 pessoas.
Neste jogo Olaria venceu por 1 x 0 , e foi Campeão.Lélo fez o gol. Titico que era o diretor e técnico, formou uma grande equipe com jogadores da cidade de Salto de Pirapora,sendo que no mesmo ano o jogador Lélo se tornou profissional,defendendo a equipe do Capivariano na 2º Divisão do Campeonato Paulista da Federação Paulista de Futebol pela cidade de Capivari.
Em 1.984,o time chega na final pelo campeonato varzeano de Piedade e perde para o Caveira dos Anjos por 2 x 1,sendo que o  arbitro foi Jose Antunes, e seu filho Careca jogava no time do Caveira.O resultado foi arrumado,porque o time do Olaria era muito bom e foi uma grande decisão.
Em 2.001,o time voltou a disputar o campeonato varzeano pela 2º divisão,sendo que o 1º quadro não se classificou ,mais o 2º quadro foi Campeão.
Em 2.002,o time tinha tudo para ser campeão,mais numa partida contra o time do Ortiz,após uma confusão em campo entre os jogadores a torcida dos Leites invadiu o campo,pulando o alambrado, e o regulamento do campeonato acabou punindo o time dos Leites que estava vencendo o jogo por 1 x 0,acabou sendo eliminado,mais o 2º quadro foi Bi Campeão Varzeano.
Em 2.003,o time faz grande campanha no campeonato da 2º Divisão e vai para a final contra o Real Madri,que representa o bairro dos Pintos.
Na primeira partida o time dos Leites vence o Real Madri por 2 x 1 e joga a segunda partida pelo empate.
Na segunda partida o estádio municipal ficou super lotado,era a decisão e os dois bairros Leites e Pintos ficaram vazios,todos foram assistir o grande jogo,sendo que na preliminar decidiam o titulo do 2º quadro entre Oliveiras x Barcelona(Bairro do Cafaro) e o Oliveiras é o Campeão,vencendo por 3 x 0 ,com arbitragem de Manoel Julio da Costa.
No jogo principal entre Leites x Real Madri,só a vitória interessava ao Real Madri,e logo no inicio o Real Madri fez 1 x 0,mais a festa continuava com a torcida dos Leites que era bem maior,mais o time do Real Madri estava impossível e fez 2 x 0. A pressão da torcida dos  Leites levou o arbitro expulsar 2 jogadores do Real Madri e o jogo equilibrou,mais não era o dia dos jogadores dos Leites,um pênalti a favor dos Leites,Maricola faz a cobrança e chuta fora,
aumenta o desespero das torcidas e Lequinho diminui o placar, e não consegue o empate que fica em 2 x 1 para o Real Madri.
Nesta final o Leite jogou com : Juninho,Dú,Flavio,Aguinaldo,kaio,
Cleiton,Renilton,Gilson,Maricola,Lequinho e Rudson,sendo os diretores Tide,Ailton,Gilson,Aristeu e Nenê.
Em 2.004,o bairro teve dois times disputando o campeonato varzeano da 2º divisão, Leites e Juventude .Leites é Campeão varzeano da 2º Divisão no primeiro quadro,vencendo o Gurgel por 2 x 1 na primeira partida e empatando o segundo jogo em 1 x 1.
Foi a maior festa em comemoração ao titulo de Campeão,pelos jogadores, torcedores e diretores que haviam feito um pacto pela conquista em homenagem a Rodriguinho,que havia falecido no meio do campeonato. Foi muita emoção , e todos que acompanharam a chegada da caravana em carros e trio elétrico do vereador Marcelo Rego,no bairro dos Leites ,gritavam e choravam em nome do homenageado,que tinha o pai a mãe os tios e amigos que não escondiam a tristeza da falta de um garoto que gostava de futebol e que a festa seria sua,mais a foto estava nas camisetas.
Os diretores Tide, Ailton,Gilson,Aristeu e Nenê,agradecem a todos pela conquista e  homenagem ao filho do diretor do time Tide. Os diretores do Juventude,foram Celso,Tatu e Gato.
Em 2.005, novamente os dois times entraram no campeonato,sendo que o Juventude ficou na 2º divisão e o Leites disputou o varzeano na 1º divisão,não fez boa campanha no 1º quadro,mais conseguiu classificar o 2º quadro para as semi final.
Em 2.006,o Tide monta uma grande equipe na primeira Divisão,e consegue disputar a final contra a equipe do combinado Piratuba-
Esporte Paruru.Este campeonato Varzeano teve a participação de 11equipes,sendo,Leites,Piratuba,Caveira,Correas,Godinhos,Marechal,Jurupara,Miricel,Akebono,Paruru e Castanho.
Na final em dois jogos,o Leites empatou em 1x1 e 0x0,por ter a melhor campanha foi campeão de 2.006
Já o time do Juventude só disputou o primeiro turno,por falta de colaboração dos jogadores inscritos no campeonato.
Os grandes jogadores do passado foram,Zé boca torta,Xuta Leite,
Mario Leite,conhecido como o menino de ouro,Dacio Preto,Zé Pé,Dito Santos,Titico,Ciro,Nego,Pelézinho e Carlitão,que foi campeão pela seleção super veterano acima de 50 anos de Piedade em 1.995,na cidade de Votorantim,no campeonato regional que teve equipes de Votorantim,Sorocaba,Piedade.lembrando que Carlitão recebeu o troféu de goleiro menos vazado no campeonato.
Os jogadores mais destacados nos últimos campeonatos e que moram no bairro são: Juninho(filho do Carlito) que é goleiro,
Aguinaldo,Gilson,Maricola,Lequinho,Renilton,Edgar.
 ESTRADA ASFALTADA
 Todos bairros de Piedade,gostariam de ter a estrada asfaltada que liga a cidade ao bairro,depois de muitas reivindicações dos  vereadores dos Leites aos Prefeitos que na maioria apenas passavam a maquina na estrada e colocavam pedras nos trechos de encalhe,mais em 1.985 o Prefeito Artur Hess,conseguiu junto ao Governador do Estado de São Paulo,André Franco Montoro,um empréstimo ao Banco Nacional de Desenvolvimento Social(BNDS)
Este empréstimo foi exclusivamente para asfaltar os 11 kilometros, que separa o bairro da cidade,sendo que foi alterado o seu traçado
(caminho) para melhor segurança dos usuários.
Em Setembro de 1.986,foi inaugurada a estrada asfaltada,com muita festa e discursos dos políticos que estavam presente.
Em 23 de Novembro de 1.989,através do Decreto Lei nº 1.905,o
Prefeito Jose Tadeu de Resende,dá a denominação “Antonio Vichi”
empresário Piedadense que muito contribuiu para o desenvolvimento do Município de Piedade,sendo o representante da cerveja Antártica e tubaína vichi e diversos outros produtos de bebidas,servindo nossa cidade,bairros e toda região sul do Estado de São Paulo,levando o nome de Piedade e a bandeira do Município no rótulo da Tubaína Vichi,fabricação de sua própria empresa.
Com a estrada asfaltada,chega também o progresso,uma Industria de Material Elétrico(Resilétrica),hoje não existe mais,uma mineradora de calcário (Minérfil) e varias chácaras de recreio que estão sendo construído nas proximidades do bairro.
 TURISMO
Em cada bairro sempre existe uma ou mais pontos de referência turística,mais o bairro dos Leites foi privilegiado com vários pontos,sendo a beleza natural,o casarão que se tornou a maior atração de visitação,pelo seu tamanho e base de arquitetura,local onde a marquesa da cidade de Santos,esteve hospedada por diversas vezes,sendo que havia um quarto especialmente preparada para ela. A caverna assombrada,os monjolos,o tancão, a cachoeira, as festas de tradição religiosas que sempre levou moradores da cidades de Piedade,Salto de Pirapora e bairros visinhos e atualmente a festa de Peão de Boiadeiro que já realizou este ano sua 3º edição, e o arvão que é considerada pelos moradores mais antigos,como símbolo de patrimônio pelas sombras e ponto de referencia(hoje ponto de ônibus ) .
O arvão (arvore) ,seu nome original é fruta de cavalo,e tem mais de 150 anos,já sofreu descarga elétrica(raio) vendaval que atingiu toda sua estrutura com quebras de galhos,sendo que seu tronco está com bichos que estão destruindo a única natureza que sobrou no bairro.
Como tudo tem seu tempo,sua vida seu passado,hoje já não existe mais o que foi citado como ponto de turismo,o casarão,os monjolos, a caverna,cachoeira e o tancão.
O vereador Antonio Leite de Oliveira (Titico) através de Requerimento nº 087/1993 Câmara Municipal de Piedade,aprovada por unaminidade dos vereadores,seguido de justificativa pela preocupação dos moradores do bairro e destacando o trabalho dos alunos e da Diretora da Escola Leonor C. Martins,que enviou oficio ao Destacamento da Polícia Florestal de Piedade, e a Delegacia de Ensino da cidade de Votorantim,e o Requerimento nº04/1994,da Câmara Municipal de Salto de Pirapora através do vereador Francisco de Assis H. de Oliveira,que teve unâminidade dos demais vereadores,que cita o benefício  da arvore na formação do bairro e pelas sombras que oferecia aos tropeiros que paravam para descansar. Esta arvore bi centenária precisa urgentemente de cuidados ambientais,por ser a única vegetação natural do século e esta em deterioração pelos cupins,que esta pondo o fim na natureza
VENDAVAL E DILUVIO
 Em 1.906,acontece o primeiro vendaval,destruindo as casas,os
mangueirões e derrubando arvores que acabam trancando os caminhos que ligava a fazenda a cidade e aos bairros visinhos
levando vários dias para se recuperar da calamidade total que
assolou toda comunidade da fazenda.
Em 1.928,acontece um dilúvio,e a fazenda é novamente tragada pelas águas  das chuvas que caíram em toda fazenda e cidade.
A fazenda sofre total destruição,causando enorme prejuízo pela destruição da plantação de algodão,café,milho,cana de açúcar , mortes de animais e o estouro do tancão.
Em 1.987,no dia 20 de Maio,aniversário de Piedade,o bairro é atingido pelo vendaval (furacão),causando enorme estrago nas casas destelhando,na rede elétrica que sofreu corte e caiu os postes de energia,nas estradas que ficaram trancada com arvores que caíram e não tinha como se comunicar com outros bairros visinhos,levando vários dias para se recompor de toda catástrofe.
Observação;
Não esta completa este trabalho
Manoel Julio da Costa – mane.do.esporte@hotmail.com
(15) 96 04 04 41 

Observação: Para completar este trabalho esta faltando
Em que ano foi construída a 1º escola,local e doador do terreno,
Em que ano foi construída a atual escola Leonor C.Martins,
Em que ano foi construída a creche,seu patrono
Em que ano foi construída o posto de saúde,seu patrono
Em que ano foi construída a Igreja católica,seu padroeiro São Domingos,qual data de festa 05 de Agosto e as festas Juninas ?
Data de fundação da Associação do bairro,Lei de utilidade publica,1º diretoria,atual diretoria
Data de fundação da Fanfarra,quantos componentes
Incluir mais historias do bairro,exemplo folclore,curandeira,
parteira,capelão,tropeiros,falecimento do Sebastião que teve o acompanhamento dos tropeiros até o cemitério de Piedade.
Sistema de como eram feitos os enterros de moradores do bairro
Em que data foi mudado a divisa do Município,antes era no bairro do Juncal.
Em que data chegou a energia elétrica nas casas e quantas são de Piedade , e nas casas que pertencem a Salto de Pirapora e na rua
Em que data foi colocada água da Sabesp,quantas casas recebem água da Sabesp por Piedade, e Salto de Pirapora
Relação de Igrejas Evangélicas,nomes
Empresa de Ônibus que fazem a linha de Piedade,dias e horários e de Salto de Pirapora,dias e horários
Numero de comercio,tipo,armazém,bar,cabeleireira,barbearia
Principais reivindicações que deve ser feito ao poder publico,fazer
relatório ,exemplo coleta de lixo,rede de esgoto,asfalto,demais
Relação de telefones nas casas e publico
Vida atual dos moradores,problema de ser o bairro dividido no meio
Principal situação da agricultura,o que se planta
Principal fonte de trabalho.
Loteamentos próximo do bairro,no sentido de Piedade,quantos

O programa da Saúde da Família,esta para ser implantado,o que esta faltando?

4 comentários:

  1. Muito bom seu documentário, procure enriquecer ainda mais, pois pessoas como você não deixa a historia se apagar com o tempo.

    ResponderExcluir
  2. Você pode ter forte influência política em nosso município e também pelo que percebi tem grande estima com o bairro dos Leites, gostaria de pedir forças para conquistarmos o recapeamento do asfalto de nossa estrada, Piedade a Bairro dos Leites.

    ResponderExcluir
  3. Muito bom mesmo tudo isso,adorei saber mais do meu querido bairro.

    ResponderExcluir
  4. Muito bom mesmo tudo isso,adorei saber mais do meu querido bairro.

    ResponderExcluir